Páginas

19/08/2017



Era sábado e parte da família estava reunida.

Na cozinha ela preparava o almoço com a certeza de que estava preparando mais do que nutrição física, ali ela no rezo preparava a nutrição da alma daqueles que ali estavam. No fogão a panela de barro ferve o caldo que irá aquecer aquele dia frio e chuvoso.

No ar o som da flauta nativa cortava o silêncio da casa, o companheiro tocava junto sua tigela tibetana, enquanto a filha mais nova e seu namorado meditavam!

Ela fechou os olhos na cozinha e sentiu-se abençoada, pois tudo ali era sagrado. A casa um templo onde todos amigos buscavam refúgio de suas vidas corridas. Ali o tempo parecia correr mais lentamente, havia sempre um perfume diferente no ar, mas sempre remetia ao sagrado, à meditação, a leveza, a alegria!

Enquanto preparava os alimentos, ela rezava em gratidão por saber que cada gesto, sentimento e pensamento interferem diretamente na qualidade de tudo o que serve para sua família. Ali o alimento e cada detalhe de seu preparo é considerando que ele é cura e nutrição. A consciência de se perguntar qual nutriente quer ser e passar pelo feitio para nutrir as almas que ali estão!

Se estiver em estado de amor, nutrirá de amor.

Se estiver em estado de mágoa ou angústia, da mesma forma.

Se estiver sentindo raiva, “envenenando” aquele alimento.

Percebeu-se rezando a água enquanto enchia o filtro de barro!

A vida era benção e ela sabia disso!

Ela cuidava dessa benção enquanto cuidava das plantas, da casa, ela percebia essa benção no cuidado do companheiro ao lavar as louças nas manhãs frias de inverno, ao levar o café na cama para ela, feito com amor no coador de pano. Haviam muitas bênçãos espalhadas feito sementes, sopradas com a fumaça da sálvia que queima no altar, iluminadas pelos arcanjos que observavam sempre tudo muito atentamente, era uma casa coberta pelas Mães Sagradas, e cuidada pelos Orixás. Era uma casa abençoada pelos Pretos Velhos....

Ali, era templo.

Ali, era lar.

Ali, era a vida toda!



Rose Kareemi Ponce


17/08/2017




Despertemos!

O momento planetário tem nos feito perceber certas situações em que devemos botar nosso foco, e que tem relação direta com a gente!
Nesse momento, a ressonância Schumann planetária tem aumentado, o que significa que a luz em nosso planeta tem aumentado, apesar de nossas dúvidas o momento é de aumento da luz, por isso enxergamos tanta sujeira.
O coração da terra disparou e aumentou a frequencia cardiaca, trazendo junto mudanças climáticas e toda ordem de "encaixes" novos ao nosso plano.
Há muitas mudanças acontecendo, inclusive internas em nós. Nosso dna, nossas informações genéticas se modificando para que possamos nos adaptar ao novo modelo planetário/energético que vamos começar a viver.
Enquanto isso, ao invés de nos ocuparmos com nossa evolução pessoal estamos a nos ocupar com a vida alheia em julgamentos tolos e ainda nas ilusões da matéria, brigando por opiniões, pseudo certezas e verdades e relativizando toda e qualquer informação que nos leve ao crescimento.
Passamos essa semana por um evento onde as águas grandes recuaram e estão a retornar, trazendo muitas perdas materiais. Em Portugal cismos de até 5º e água do mar esquentando e nós aqui nos pré-ocupando com coisas que não nos dizem respeito, que não nos acrescenta e nos auxiliaria a evoluir!
Quantos de nós realmente está atento e preparado e acima de tudo, disponível para se tornar instrumento dessa passagem frequencia que vivemos? Quantos de nós se colocará a disposição dos irmãos do caminho e está aberto para despertar em si mesmo a luz e "flore-Ser" uma alma nobre e iluminada, saindo da auto-importância e tornando-se auxiliar nessa passagem planetária?
Precisamos ter consciência do que viemos fazer aqui. Não estamos a passeio, estamos a serviço. Viemos aqui como sementes estelares e precisamos brotar, deixar desabrochar nossa flor interna e assim sermos semeadores da luz do amor, que é a real medicina dessa próxima etapa humana. Amor é única a energia que cura e somente nesse caminhar dentro do amor incondicional, estaremos realmente nos colocando a serviço do bem, do bom, do amor, da luz e da Grande Mãe!
Deixar para o mundo o que é do mundo e cada vez mais estar nele, sem pertencer a ele, saindo dos apegos, dos julgamentos, das ilusões e seguindo jornada SENDO e não DESEJANDO. Acima de tudo percebendo que o caminho e o caminhar é PESSOAL E INTRANSFERÍVEL e que teremos de aceitar que muitos não despertarão, ainda que nos doa, respeitar o caminho e as escolhas, pois só podemos escolher nossa própria jornada!.
Que cada semente despertada seja a ação do despertar de tantas outras sementes, que já são estrelas, só esqueceram de seu brilho!

SEJAMOS HOJE A MELHOR PESSOA QUE PUDERMOS!
SEJAMOS AMOR EM MOVIMENTO!

Rose Kareemi Ponce

08/08/2017








Vou roubar estrelas no firmamento
embrulhar com a seda branca do luar
banhar as mágoas nas águas do mar
e presentear meu amor com esse cantar!


Vou roubar estrelas do mar
purificar no sereno e profundo azul
lavar os olhos de ver amor
e me jogar nas areias de Odoya

Vou roubar estrelar do céu da boca
e alumiar a estrada por onde passas
colorindo a alma em encantamento
com o pó das estrelas do meu olhar!

Vou dizer a Yemanjá
que minha criança se pôs a cantar
cantigas de roda e de ninar
para adormecer nos braços de amar...

Rose Kareemi Ponce

02/08/2017




Pregar amor não é se tornar cego, é caminhar nas sombras mas não se misturar a ela. Como auxiliamos as sombras nos tornando elas próprias?
Caminhar pelas sombras, deixando rastros de luz. Fazer acordos com as sombras mostra nossa incapacidade de lidar com elas, continuando a ser, na Luz!
Estar nas sombras, sendo luz esse é nosso desafio diário!

Rose Kareemi Ponce

27/07/2017





Desde o meu centro, teço linhas douradas como sol e me uno ao Todo e a todos numa teia infinita de luz.
Sou a própria criação em mim.
Sou a vida que pulsa e o tear que desenha os caminhos da vida.
Desde o meu centro envio vibrações de amor à todos os corações.
Desde o meu centro honro todas as minhas relações.
Desde o meu centro medito em honra aos que já foram, aos que estão e aos que estão a caminho.
Desde o meu centro até o centro do universo uma só energia pulsa.
Desde o meu centro até o ventre da Grande Mãe envio e recebo luz que me ilumina, purifica e transmuta.
Desde o meu centro até do centro do universo me envolvo em paz.
Desde o meu centro até meu coração estelar, sou Luz!


Rose Kareemi Ponce